Afeganistão: nove mortos em ataque suicida assumido pelos talibãs

Cinco policiais e quatro civis morreram nesta segunda-feira em um ataque suicida assumido pelos talibãs em um complexo governamental no sul do Afeganistão, que também deixou oito feridos, indicou à AFP um porta-voz da província.

AFP |

O atentado suicida aconteceu no distrito de Dand, na província de Kandahar (sul), ex-reduto do regime talibãs (1996-2001), onde atualmente os rebeldes têm um forte apoio.

"Cinco policiais e quatro civis morreram", indica o ministério do Interior afegão em um comunicado. Um balanço anterior falava em cinco policiais e três civis mortos.

"Dois policiais e seis civis foram feridos" no atentado, de acordo com o ministério, que atribuiu o atentado aos inimigos do Afeganistão, uma expressão usada em geral para designar os talibãs e outros insurgentes.

"O suicida, a pé, entrou no departamento do registro civil e explodiu a carga que transportava", afirmou o chefe da polícia do sul do Afeganistão, general Ghulam Ali Wahdat.

Neste complexo fica o quartel do distrito de Dand, 10 km ao sul de Kandahar, a administração e a polícia.

A polícia afegã e soldados canadenses da Força Internacional de Assistência para a Segurança (Isaf) da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) cercaram o setor e impediram o acesso da imprensa, constatou um jornalista da AFP no local.

Os talibãs assumiram o atentado em uma ligação telefônica de seu porta-voz, Yusuf Ahmadi, a jornalistas. Segundo ele, soldados canadenses e 30 afegãos morreram no atentado.

No entanto, a Isaf disse que nenhum de seus soldados foi ferido.

Os atos de violência de insurgentes afegãos, entre eles os talibãs expulsos do poder no fim de 2001 por uma coalizão liderada pelos EUA, duplicaram a intensidade nos últimos dois anos, apesar da presença de 75.000 soldados estrangeiros no Afeganistão, dos quais 38.000 são americanos.

str-wm-br/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG