Afeganistão inaugura primeiro cibercafé exclusivos para mulheres

Café para público feminino foi construído em homenagem a afegã de 15 anos brutalmente torturada por seus pais

iG São Paulo |

O Afeganistão inaugurou nesta quinta-feira o primeiro cibercafé só para mulheres na expectativa de dar às afegãs a chance de se conectar ao mundo sem assédio verbal ou sexual, além de poder estarem livres dos olhares dos homens do país.

Cultura: Jovem afegã paga por crime cometido por parentes

Diversas jovens vestindo hijab lotaram o pequeno café em uma rua tranquila no centro de Cabul no Dia Internacional da Mulher, em um país onde as mulheres ainda enfrentam dificuldades enormes, apesar da queda do Taleban.

"Queríamos que as mulheres não sentissem medo. Então resolvemos criar um local seguro para as mulheres usarem a internet", disse Aqlima Moradi, estudante de medicina de 25 anos e integrante do grupo ativista afegão YoungWomen4Change, que montou o café. 

O café modesto, decorado em spray com cores brilhantes, sorrisos, pássaros e os logos do Facebook e do Yahoo, foi nomeado em homenagem a Sahar Gul, uma afegã de 15 anos brutalmente torturada no ano passado por seus parentes após se recusar a se tornar prostituta.

"Há muitas Sahar Guls no Afeganistão. Há mulheres enfrentando violência todos os dias", disse Mohammad Jawad Alizada, de 29 anos, que supervisionou a criação do café e é voluntário do braço de defesa masculino do grupo.

*Com Reuters

    Leia tudo sobre: afeganistãomesdamulhercibercafémulherafegãcabulinternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG