maior desafio militar dos EUA, diz Gates - Mundo - iG" /

Afeganistão é o maior desafio militar dos EUA, diz Gates

Por David Morgan WASHINGTON (Reuters) - O secretário norte-americano de Defesa, Robert Gates, descreveu na terça-feira o Afeganistão como sendo o maior desafio militar dos EUA, e alertou para a possibilidade de derrota caso o Ocidente não resolva o problema das vítimas civis.

Reuters |

Em depoimento à Comissão de Serviços Armados do Senado, Gates disse também que o Iraque continua sujeito a reveses, embora as forças dos EUA já estejam em processo de diminuição, conforme um acordo bilateral que estipula a retirada completa até 2012.

"Há pouca dúvida de que o nosso maior desafio militar atualmente é o Afeganistão", disse ele. "O presidente (Barack) Obama deixou claro que o palco de guerra do Afeganistão deve ser a nossa principal prioridade militar no exterior."

Gates, único secretário do governo Obama que participou do gabinete republicano anterior, disse que a luta do Afeganistão deve ser longa e difícil, com custos humanos e financeiros cada vez maiores para os EUA.

Ele também enfatizou a necessidade de objetivos concretos, dizendo aos parlamentares que a principal meta deve ser livrar o Afeganistão do regime Taliban e dos esconderijos da Al Qaeda.

"Se estabelecermos para nós um objetivo de criar algum tipo de Valhalla (paraíso da mitologia nórdica) centro-asiático por lá, vamos perder, porque ninguém no mundo tem tanto tempo, paciência ou dinheiro", disse.

Para Gates, os EUA precisam convencer os afegãos de que a luta contra o Taliban e outros grupos militantes também é deles. Por isso, as mortes civis provocadas por operações dos EUA e da Otan causam enorme dano aos interesses norte-americanos, acrescentou.

"Minha preocupação é que os afegãos nos vejam como parte do problema, ao invés de sermos parte da solução, e aí estamos perdidos", disse Gates.

As vítimas civis dos bombardeios ocidentais afetaram nos últimos anos a popularidade das tropas de ocupação e do governo do presidente Hamid Karzai.

No último fim de semana, milhares de afegãos protestaram contra uma operação norte-americana no leste do país, onde 15 militantes morreram, segundo a versão dos EUA. Moradores disseram no entanto que pelo menos 10 mortos eram civis inocentes.

(Reportagem adicional de Andrew Gray e Andrea Shalal-Esa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG