Afeganistão contribuirá para revisão da guerra contra o terrorismo

O Afeganistão contribuirá na revisão realizada pelos Estados Unidos da guerra contra o terrorismo, anunciaram o presidente afegão, Hamid Karzai, e o enviado especial americano, Richard Holbrooke.

AFP |

Cabul enviará uma delegação a Washington liderada pelo ministro das Relações Exteriores, Dadfar Spanta, para participar nos trabalhos.

O presidente americano, Barack Obama, ordenou a revisão da estratégia antiterrorista no Afeganistão diante do aumento do extremismo na região, sete anos depois de Washington ter iniciado a "guerra contra o terrorismo", invadindo o país asiático para derrubar os talibãs do poder.

Karzai disse ter pedido a Obama que Cabul tenha um papel na reorientação política e que Holbrooke se comprometeu a aceitar o desejo.

"Estou muito agradecido porque o presidente Obama aceitou minha proposta de que o Afeganistão participe na revisão estratégica da guerra contra o terrorismo", disse o presidente afegão.

Holbrooke, enviado especial dos Estados Unidos para o Afeganistão e o Paquistão, chegou na quinta-feira a Cabul para reuniões com autoridades políticas, comandantes militares e diplomatas antes do encontro com Karzai.

Ele declarou que a visita pretendía "reafirmar o compromisso dos Estados Unidos nos esforços contra os talibãs e a Al-Qaeda no Afeganistão".

Depois da etapa afegã, precedida por uma visita ao Paquistão, Holbrooke viajará a Índia.

wm-br/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG