Afeganistão: 48 rebeldes e sete civis mortos no sul

Os soldados afegãos mataram 48 rebeldes em duas operações no sul do país destinadas a expulsar os talibãs de seus redutos antes das eleições de agosto.

AFP |

Vinte e três rebeldes morreram em uma operação conjunta do Exército afegão e da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan na província de Uruzgan.

"Executamos uma operação na zona de Chinarto à noite e localizamos um esconderijo talibã. Matamos 23 combatentes inimigos", declarou à AFP o general afegão Sher Mohammad Zazai.

Entre os mortos na operação está um líder talibã local, Mulá Isamaeel.

Aviões da força da Otan participaram nos combates em Chinarto, perto da cidade de Tirin Kot, a capital da província.

O ataque integrou a operação iniciada recentemente para expulsar os talibãs de seus redutos antes das eleições presidenciais e provinciais de 20 de agosto.

O ministério da Defesa também anunciou que os soldados afegãos mataram 25 "terroristas" em uma operação que durou três dias na província de Helmand, concluída na terça-feira.

Helmand é a província que mais produz ópio no país, responsável por 90% da produção mundial. O tráfico da droga e de seus derivados, como a heroína, é considerado uma das principais fontes de recurso dos rebeldes.

Além disso, na área de Lashkar Gah, a capital desta província, sete civis morreram e quatro ficaram feridos na explosão de uma mina.

str-br/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG