scan facial de passageiros - Mundo - iG" /

Aeroportos britânicos terão scan facial de passageiros

Os passageiros com passaportes europeus que desembarcarem nos aeroportos britânicos a partir da metade do ano começarão a ser submetidos a uma checagem por um sistema automático de reconhecimento facial. O sistema de scan facial, que deve substituir a checagem de identidade feita pelos funcionários do serviço de imigração, tem como objetivo aumentar a segurança e reduzir o tempo que os passageiros esperam na fila.

BBC Brasil |

Inicialmente, o sistema estará disponível apenas para os portadores de passaportes recentes emitidos pelos países da União Européia e que têm chips com informações biométricas.

O sistema terá a capacidade de identificar as características da face do passageiro e comparar os dados com as informações armazenadas no chip do passaporte para confirmar a identidade do portador.

Porém a confiabilidade e a precisão do sistema são colocadas em dúvida por alguns especialistas e por organizações não governamentais.

Críticas
Em uma reportagem publicada pouco antes de os novos passaportes com dados biométricos começarem a ser emitidos pela Grã-Bretanha, em 2005, especialistas ouvidos pela BBC afirmavam que a tecnologia falhava em 10% dos casos.

"Seria um grande problema se o sistema de biometria facial não conseguir identificar sempre corretamente os portadores genuínos de passaportes", disse à BBC na época a professora Angela Sasse, da University College London, que estudou o assunto.

Para Phil Booth, da organização No2Id, que combate o projeto de criação de uma carteira de identidade com dados biométricas para todos os britânicos, "alguém está sendo extremamente otimista, porque a tecnologia simplesmente não está ainda disponível".

"Estou pasmado de que eles estejam considerando isso em um momento em que já há tantas medidas dificultando as coisas para os passageiros", disse ele em uma conferência sobre biometria nesta semana, em declarações reproduzidas pelo diário The Guardian.

Alguns aeroportos britânicos já oferecem um serviço de reconhecimento automático da íris para viajantes freqüentes, mas os usuários precisam se cadastrar antecipadamente.

O novo sistema de 'scan facial' será a primeira aplicação em larga escala da identificação e checagem de dados biométricos por computador nos aeroportos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG