Aeronave para turismo espacial sera apresentada na segunda-feira nos EUA

Engenheiros aeronáuticos se trancaram num hangar no deserto Mojave por quatro anos, criando a aeronave comercial que levará ricos turistas 100km acima da superfície terrestre. Agora parte desse projeto confidencial vem à tona.

AP |

O bilionário britânico Sir Richard Branson e o designer americano Burt Rutan irão apresentar na segunda-feira sua nave-mãe, criada para lançar uma aeronave de passageiros na atmosfera.

A apresentação (um ano depois de um acidente fatal no campo de testes de Rutan) marca o início de um rigoroso programa de testes de vôo que os defensores do turismo espacial esperam culminar com as primeiras viagens suborbitais até o final da década. Mais de 250 aspirantes a astronautas pagaram US$200 mil ou fizeram depósitos para a chance de flutuar sem peso por meros cinco minutos.

"Eu investi toda minha fé nesse programa e estou muito ansiosa para ver a máquina em si", disse a artista Namira Salim que está na fila para um passeio na Virgin Galactic de Branson.

Nova era espacial

A última vez que houve um burburinho desse tipo no deserto ao norte de Los Angeles foi quando milhares de espectadores se reuniram para testemunhar o SpaceShipOne conquistar o prêmio Ansari X Prize, de US$10 milhões, ao se tornar a primeira aeronave particular tripulada a alcançar o espaço em 2004. Ela foi criada por Rutan e patrocinada pelo co-fundador da Microsoft Corp., Paul Allen.

A SpaceShipOne trouxe consigo uma nova era espacial dominada por ricos investidores com o sonho de fazer das viagens espaciais algo tão comum quanto a aviação comercial. Esse sonho continua inatingido.

Entre os novos investidores do espaço está o ostensivo Branson, que se uniu a tímida Scaled Composites LLC de Rutan para comercializar a SpaceShipOne. Sua sucessora, a SpaceShipTwo, está sendo desenvolvida longe do público, junto com a aeronave de carreira White Knight Two.

"Eles falaram muito a respeito disso e venderam os bilhetes", disse Alan Radecki, mecânico de helicópteros e fotógrafo de aviação que acompanha a corrida espacial particular. "Mas essa será a primeira vez que mostrarão algo as pessoas".

Projeto

Branson anteriormente rotulou 2008 como o "Ano da Espaçonave". Em janeiro, ele e Rutan mostraram prévias de sua parceria comercial, mostrando maquetes da nave-mãe e da aeronave que será lançada dela.

Apesar dos detalhes técnicos permanecerem em sigilo, dicas sobre as aeronaves chegaram ao conhecimento publico: a White Knight Two de fuselagem dupla terá envergadura de 42.4 metros, como o Boeing B-29 Superfortress, um bombardeiro da Segunda Guerra Mundial.

Ela sera responsável por lançar a SpaceShipTwo, que terá o tamanho de um jato executivo capaz de levar seis passageiros e dois pilotos. Ambos serão feitos de componentes ultraleves.

Apenas a White Knight Two será mostrada na apresentação de segunda-feira, que deverá atrair políticos, inspetores do governo e clientes do turismo espacial. Os testes espaciais acontecerão em setembro.

Enquanto isso, a SpaceShipTwo está apenas 70% concluída, disse o presidente da Virgin Galactic, Will Whitehorn.

Observadores do setor de viagens espaciais particulares se mostraram empolgados com o progresso, mas afirmam que a principal atração (a aeronave de passageiros) ainda esta por vir.

"Esse é um passo adiante muito positivo", disse o analista espacial John Logsdon da Universidade George Washington. "Mas a indicação real de progresso acontecerá quando virmos uma aeronave pronta para voar".

Divulgação

A apresentação de segunda-feira acontece um ano depois de uma explosão no campo de testes da Scaled Composites que matou tres técnicos. A companhia, agora de propriedade da Northrop Grumman Corp., apela de uma multa estadual de US$28.870 por violações a segurança do trabalho em decorrência da explosão, que aconteceu durante o desenvolvimento do sistema propulsor da SpaceShipTwo.

Exatamente  quando os turistas poderão experimentar a gravidade zero ou observar a curvatura da Terra não se sabe, mas o projeto já desmente as previsões de 2004 da Virgin Galactic de que passageiros estariam no espaço no ano passado.

Whitehorn se recusou a fornecer uma data para as viagens comerciais, mas disse que os primeiros vôos devem acontecer no final de 2009 ou começo de 2010. A viagem inaugural foi reservada para Branson e sua família; a Virgin Galactic planeja renomear a aeronave como "Eve", em homenagem a mãe de Branson, ex-instrutora de planador e comissaria de bordo.

Plano de vôo

De acordo com os planos, a White Knight Two deve levar a SpaceShipTwo 15.151 metros acima da superfície da Terra, presa sob suas asas, antes de soltá-la. A SpaceShipTwo então irá ativar seu foguete propulsor híbrido e chegar ao espaço. Antes de planar de volta a Terra, a aeronave usará a técnica de "planagem" criada por Rutan, na qual as asas são recolhidas para cima para evitar o calor da entrada no planeta.

A viagem de 2 horas e meia deve incluir cinco minutos de gravidade zero. Ao contrário do ônibus espacial que entra na órbita da Terra, o turismo espacial planeja simplesmente subir e voltar para o planeta.

A Virgin Galactic afirma que mais de US$250 milhões foram investidos no projeto; cerca de US$100 milhões foram gastos ate agora, disse Whitehorn.

Além do turismo espacial, a Virgin Galactic tem outros planos ambiciosos para a White Knight Two. Os executivos da companhia vêem possibilidade de seu uso para o lançamento de pequenos satélites na órbita terrestre. Com a permissão adequada, a aeronave também pode ser adaptada para ser usada durante incêndios em florestas e veiculo de resgate.

No entanto, primeiro ela precisa sair de seu sigiloso hangar e alcar vôo.

Leia mais sobre: aeronaves

    Leia tudo sobre: aeronavesespaçolos angeles

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG