Advogados dos três islamitas executados processarão Governo indonésio

Jacarta, 10 nov (EFE).- A equipe de advogados dos três islamitas fuzilados este sábado pelos atentados de Bali do 2002 processará o Governo da Indonésia por violação dos direitos humanos durante a execução.

EFE |

Um dos membros da equipe dos Advogados Muçulmanos assegurou hoje à agência oficial Antara Agus Setiawan, que preparam uma denúncia.

Este grupo de especialistas considera que foram cometidos erros de procedimento durante a execução de Amrozi, Ali Gufron e Imame Samudra, membros da Jemaah Islamiya, o braço da Al Qaeda no sudeste Ásia.

O grupo destacou que se restringiu o acesso dos parentes aos corpos após a execução e que não se permitiu aos advogados se reunirem com os três réus durante o período final de isolamento. EFE jpm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG