Advogados do Paquistão fazem passeata para derrubar Musharraf

Milhares de advogados e opositores ao presidente paquistanês Pervez Musharraf iniciaram nesta segunda-feira, em Karachi, uma longa marcha para reclamar um procedimento que poderá levar à destituição do chefe de Estado.

AFP |

"Go Musharraf, go!", gritavam os manifestantes nas ruas da principal cidade do país.

O movimento dos advogados programou manifestações em outras grandes cidades do país, antes de se dirigirem a Islamabad para um grande protesto.

Os advogados reclamam a volta às funções de cerca de 60 juízes destituídos em novembro passado por Musharraf, especialmente da Suprema Corte, porque iam se pronunciar sobre a legalidade de sua reeleição por cinco anos, em 6 de outubro, em eleições muito controvertidas.

Depois, o partido de Musharraf perdeu as legislativas de 18 de fevereiro a a coalizão da antiga oposição dirige agora o governo, pressionando o chefe de Estado a uma coexistência conflituosa.

Mas entre os membros da coalizão há diversas posições sobre o que deve ser feito do presidente.

Uma parte do principal partido no poder, o movimento da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, assessinada no final de 2007 em um atentado suicida, milita por sua destituição junto ao movimento de Nawaz Sharif, também ex-chefe de Governo.

Mas o líder de fato do Partido do Povo Paquistanês (PPP), de Bhutto, seu viúvo Asif Ali Zardari, não é contrário a uma coexistência com o chefe de Estado e suas posições ameaçam a coesão da coalizão no poder.

mhm-sz/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG