Advogados de Polanski pedirão liberdade a autoridades suíças

Os advogados de Roman Polanski pedirão nesta terça-feira às autoridades da Suíça que o cineasta franco-polonês, detido no país desde sábado, seja libertado, anunciou à AFP o advogado francês do diretor, Hervé Temime.

AFP |

"Apresentaremos um recurso contra a notificação da ordem de prisão internacional ao tribunal de Bellinzona e ao gabinete federal de Berna", afirmou o advogado.

"Pedimos a libertação, eventualmente condicional. Não há um prazo legal para a decisão, mas esperamos que aconteça o mais rápido possível", completou.

Polanski, 76 anos, foi preso no sábado ao desembarcar na Suíça, a pedido das autoridades americanas, que desejam sua extradição pelo fato do diretor ter mantido "relações sexuais ilegais" com uma menor de 13 anos em Los Angeles em 1977.

O cineasta tinha 43 anos na época.

Os Estados Unidos têm 40 dias para apresentar a Suíça um pedido de extradição.

A Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos (SADC) da França anunciou nesta terça-feira que os cineastas americanos Woody Allen, David Lynch, Martin Scorsese e Michael Mann, assim como espanhol Pedro Almodóvar e o alemão Wim Wenders, assinaram uma petição a favor da libertação de Polanski.

"Pedimos a libertação imediata de Roman Polanski", afirma a petição internacional.

ref/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG