Advogados afirmam que Madoff se declarará culpado de fraude nos EUA

Nova York, 12 mar (EFE).- O financista americano Bernard Madoff compareceu hoje ao Tribunal Federal de Manhattan onde deve se declarar culpado de ter cometido uma das maiores fraudes da história, pela qual poderia ser condenado à prisão perpétua.

EFE |

Madoff, de 70 anos, se encontra sob prisão domiciliar no apartamento que tem em Nova York desde que, em dezembro do ano passado, veio à tona a fraude multimilionária da qual é acusado.

Em uma audiência realizada na terça-feira, os advogados do investidor asseguraram ao juiz Denny Chin que o acusado se declararia culpado durante sua apresentação, hoje, no tribunal.

Madoff assumiria, desta forma, a responsabilidade pelos 11 crimes dos quais é acusado, entre eles fraude com ações, em assessoria de investimento e em transferência bancária, fraude postal, falso testemunho e perjúrio.

A Promotoria informou que também o considera culpado de ter fornecido informação falsa à Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC, em inglês), e de ter roubado fundos de investimento de trabalhadores. Madoff também é acusado de três crimes de lavagem de dinheiro.

Todas essas acusações implicam em uma condenação de um máximo de 150 anos de prisão, o que equivaleria a uma pena de prisão perpétua, por ter montando uma fraude aproveitando sua boa reputação no mundo financeiro e ter lavado parte do dinheiro obtido. EFE jab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG