Advogado pede pena de apenas 12 anos para Madoff

Nova York, 23 jun (EFE).- O advogado de Bernard Madoff, autor de uma das maiores fraudes da história, pediu ao juiz uma pena de apenas 12 anos de prisão, levando em conta a idade, o arrependimento e a colaboração do investidor nas investigações.

EFE |

"Pedimos respeitosamente ao Tribunal uma sentença que reflita um grau justo de proporcionalidade", disse o advogado de Madoff, Ira Lee Sorkin, em carta divulgada hoje e enviada ao juiz responsável pelo caso, Denny Chin.

Madoff confessou a fraude em dezembro do ano passado e, em março, se declarou culpado pelas práticas ilegais pelas quais era acusado, entre elas lavagem de dinheiro, que poderiam levá-lo à prisão pelo resto de sua vida.

A sentença está prevista para a próxima segunda-feira. O investidor, atualmente com 71 anos, pode ser condenado a até 150 atrás das grades.

Na carta, datada de ontem e só divulgada nesta terça, o advogado de Madoff lembra a idade do financista e garante que sua expectativa de vida é de aproximadamente 84 anos, argumento principal para o pedido da pena.

"Não pedimos clemência nem compaixão, mas a justiça e objetividade que temos - e esperamos que sempre exista - em nosso sistema judiciário penal, esquecendo a emoção que envolve o caso", explicou Sorkin.

No dia do anúncio da condenação, Madoff falará ao juiz do Tribunal Federal do Distrito Sul de Nova York sobre "a vergonha que sentiu e o dano que causou" com esse esquema de pirâmide, que trouxe prejuízos de aproximadamente US$ 65 bilhões aos seus clientes.

Alguns deles inclusive enviaram cartas expressando sua irritação por terem sido enganados e pedindo a pena máxima. Madoff está detido atualmente em um centro correcional em Manhattan. EFE.

mgl/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG