Advogado de Ronald Biggs diz que ele pode ser solto ainda este ano

O célebre ladrão de trens britânico Ronald Biggs pode ser libertado da prisão ainda em 2008, informou seu advogado após uma decisão da justiça de avaliar seu pedido de condicional.

AFP |

Biggs, condenado a 30 anos de prisão em 1964, ficou pouco mais de um ano atrás das grades. Ele conseguiu fugir e passou três décadas como foragido, tenho se escondido por um longo período no Brasil. Agora, pode ser liberado por ter cumprido um terço da pena.

Hoje com 78 anos, Biggs, membro da quadrilha que executou um dos mais audaciosos assaltos a trem da história da Grã-Bretanha, só retornou ao seu país natal em 2001, quando se entregou à justiça.

De acordo com a lei britânica, ele poderá ser beneficiado com uma condicional a partir de julho deste ano, dependendo da maneira como as autoridades considerarem o tempo que ele passou detido fora do Reino Unido.

"Eles não estão contando o tempo que ele passou sob custódia no Brasil e em Barbados, e certamente eu vou pressioná-los nesse ponto para que sua condicional saia em dezembro de 2008", explicou seu advogado, Giovanni Di Stefano.

Na noite de 8 de agosto de 1963, uma gangue de 15 bandidos seqüestrou um trem pagador que ia de Londres para Glasgow, roubando 2,6 milhões de libras. Capturado e condenado, Biggs escapou da prisão 15 meses depois.

"Ronald trocou algumas palavras com seu filho brasileiro Michael e disse que agora pode vislumbrar o fim de seu pesadelo", disse Di Stefano.

De acordo com sua família, Biggs sofreu uma série de derrames e pequenos infartos durante o tempo que passou preso.

mt/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG