Washington, 19 jun (EFE).- O repentino aumento de jovens grávidas em um instituto dos Estados Unidos alertou os diretores do centro, que descobriram que 17 estudantes de até 16 anos combinaram de ficar grávidas para criar os filhos juntas.

A revista "Time" publica hoje um relatório sobre o caso, que chamou a atenção da imprensa americana, no qual afirma que a maioria das jovens que ficaram grávidas no Gloucester High School, situado em Massachusetts, queria a situação.

Segundo a "Time", quase a metade das jovens confessou ter feito um pacto para ficar grávida e criar seus filhos juntas, e acrescenta que "nenhuma das meninas tem mais de 16 anos".

O diretor do instituto, Joseph Sullivan, que confessou estar surpreso com o fato, disse que as jovens queriam tanto alcançar seu objetivo que, disse à "Time", descobriram que o pai de um dos bebês é um "sem-teto" de 24 anos. EFE elv/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.