Londres, 11 nov (EFE).- Uma adolescente britânica de 13 anos não terá que se submeter a um transplante de coração ao qual as autoridades médicas queriam obrigá-la, por causa de um grave problema cardíaco que possui.

A família de Hannah Jones revelou hoje que as autoridades de proteção infantil do condado de Herefordhsire (sudeste da Inglaterra) decidiram abandonar o processo legal que estavam dispostas a iniciar na Justiça, e com o qual queriam forçar a adolescente a se submeter a uma delicada cirurgia.

A decisão dos médicos foi tomada após Hannah e sua família se queixarem do sofrimento pelo qual ela passou após os inúmeros tratamentos recebidos para um problema cardíaco que impede o bom funcionamento de seu órgão.

Segundo a imprensa britânica, o problema surgiu após um tratamento ao qual Hannah foi submetida após ter sido diagnosticada como portadora de um tipo raro de leucemia aos 5 anos de idade.

Em declarações publicadas hoje pelo jornal "Daily Mirror", Hannah diz que os médicos a explicaram o problema, mas ela não queria passar por mais tratamentos. "Já me cansei de tantos hospitais e queria ir para casa".

Os especialistas a tinham alertado que a única solução, a longo prazo, era passar por um transplante, mas que, mesmo assim, havia risco de morte durante a cirurgia.

Seu pai, Andrew, de 43 anos, disse ter recebido na última sexta um telefonema das autoridades infantis de Herefordshire para alertá-lo de que poderia perder a guarda de Hannah como forma de obrigar a menina a se submeter à operação.

Porém, o pai as convenceu de que era importante que conversassem com Hannah antes de tomarem uma decisão perante a Justiça britânica.

"Hannah deve ter feito um bom trabalho para convencê-los, pois, após consultarem seus advogados, os médicos disseram na segunda que não adotariam nenhuma medida legal", disse Andrew Jones.

"Minha mulher e eu decidimos que apoiaríamos nossa filha no que ela preferisse. Hannah sabe que pode mudar de idéia a qualquer momento", acrescentou o pai. EFE vg/ev/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.