Adolescente que agrediu filho pode ser julgado como adulto nos EUA

Tucson (EUA.), 14 ago (EFE)- Um adolescente de 14 anos poderia ser julgado como adulto por abuso físico contra seu filho de sete semanas, informou hoje a Promotoria do Condado de Pima no sul do Arizona.

EFE |

Ismael Robles, residente da cidade de Tucson (Estados Unidos), enfrenta cinco acusações de abuso infantil depois de ter admitido perante as autoridades que bateu a cabeça do filho com a alça de uma cadeira para bebês, o que causou fraturas no crânio da criança.

De acordo com documentos apresentados perante a corte, Robles também admitiu ter apertado tão forte o bebê que quebrou cinco costelas do bebê e que causou fraturas nas pernas da criança também.

Dale Cardy, promotor do Condado de Pima, que lidera a unidade juvenil, disse, em entrevista publicada hoje pelo jornal "Arizona Daily Star", que na terça-feira passada foi apresentada uma moção para que um juiz da Corte Juvenil decida se o adolescente será processado como adulto.

Ángel Robles, que tem apenas sete semanas de vida, se encontra atualmente em uma casa temporária sob a proteção do Serviço de Proteção ao Menor do Arizona (CPS, em inglês).

A situação da mãe, identificada como Araceli Jiron, também de 14 anos, ainda não foi esclarecida pelas autoridades, já que o caso segue sob investigação. EFE ml/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG