provavelmente não morreu devido a vacina - Mundo - iG" /

Adolescente britânica provavelmente não morreu devido a vacina

Por Matthew Jones LONDRES (Reuters) - A vacina contra câncer cervical Cervarix, da GlaxoSmithKline, provavelmente não causou a morte de uma adolescente britânica pouco depois de receber a medicação, disse nesta terça-feira um profissional de saúde.

Reuters |

Perguntado sobre a possibilidade de uma conexão entre a morte e a vacina Cervarix, Caron Grainger, diretor conjunto de saúde pública da região em que a adolescente morreu, respondeu: "Acho pouco provável que se constate ter sido essa a causa."

A notícia da morte chegou pouco antes de uma possível decisão de reguladores de saúde americanos quanto à aprovação ou não do Cervarix para venda nos Estados Unidos.

"Acho que, quando começarmos a investigação, poderemos descobrir que houve outra causa de sua morte", disse Grainger à BBC.

"A mensagem aos pais neste momento e às garotas que recebem esta vacina é que devem seguir adiante com a vacinação", disse Grainger, que trabalha para o Serviço Nacional de Saúde na cidade de Coventry, região central da Inglaterra.

A polícia registrou a morte da menina como "inexplicada" e disse que uma autópsia seria feita nesta terça-feira.

A adolescente, que segundo uma fonte policial se chamava Natalie Morton, adoeceu na segunda-feira depois de ser vacinada em sua escola sob um programa nacional de imunização contra o vírus do papiloma humano (HPV), que é sexualmente transmissível.

O Departamento britânico de Saúde disse que não há planos para suspender o programa, pelo qual já foram ministradas mais de 1,4 milhão de doses do Cervarix. "A vacina possui um histórico de segurança forte, de modo que as medidas de precaução estão centradas naquele lote específico", disse o Departamento em comunicado à imprensa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG