Adolescente admite ser autor de ataque em colégio de Ohio, EUA

Promotor diz que T.J. Lane disparou aleatoriamente e não teve como motivação bullying ou drogas: '(Ele) é alguém que não está bem'

iG São Paulo |

O adolescente acusado de matar três estudantes e ferir outros dois durante um ataque à lanchonete de uma escola no Estado de Ohio escolheu suas vítimas aleatoriamente e é "alguém que não está bem", disse o promotor David Joyce na terça-feira, depois de o jovem ter comparecido a uma corte juvenil.

Leia também: Terceiro estudante morre por ataque a colégio de Ohio, EUA

Reuters
T.J. é visto ao sair de corte após audiência sobre ataque contra colégio de Chardon, Ohio, EUA (28/02)
T.J. Lane, 17, admitiu levar uma pistola calibre 22 e uma faca para o Colégio de Chardon e disparar dez vezes contra um grupo de estudantes sentados a uma mesa às 7h30 locais (9h30 em Brasília) de segunda-feira,  disse Joyce. Segundo ele, Lane não conhecia as vítimas.

Lane provavelmente enfrentará três acusações de assassinato e outras ofensas, disse o promotor. Um dos feridos é uma aluna que recebeu alta do hospital na terça-feira e está com sua família. O estudante que ainda está internado no Hospital Hillcrest continua em situação grave.

A audiência ocorreu depois de o número de mortos aumentar para três, e enquanto companheiros da escola e habitantes da cidade indagavam o porquê da ação de Lane, um adolescente descrito por outros estudantes como extremamente quieto, quase sem amigos.

O comparecimento à corte fez pouco para solucionar o mistério. Depois, porém, o promotor pareceu descartar os rumores e especulações de que o atirador fez o ataque por ser vítima de bullying ou que sua ação tivesse alguma relação com o tráfico de drogas.

"Ele escolheu suas vítimas aleatoriamente. Não teve relação com bullying ou drogas", disse Joyce. "Teve relação com alguém que não está bem. Tenho certeza de que na nossa ação judicial provaremos isso e garantiremos a justiça nesse condado."

O juiz Timothy Grendell ordenou que o adolescente fique preso por pelo menos 15 dias. Os promotores têm até quinta-feira para apresentar as acusações contra ele, e espera-se que eles peçam que Lane seja julgado como adulto.

Na terça-feira, autoridades disseram que Demetrius Hewlin, 16, e Russell King Jr, 17, morreram. Daniel Parmertor, 16, morreu na segunda-feira, logo após o ataque contra o Colégio Chardon.

*Com AP

    Leia tudo sobre: ataque em escolaeuaohioatirador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG