O julgamento de Omar Khadr, jovem canadense acusado de terrorismo e único ocidental ainda detido em Guantánamo, que deveria começar em 10 de novembro, foi adiado para 26 de enero, anunciou um de seus advogados.

Os advogados de Omar Khadr apresentaram um recurso contra a detenção ao juiz federal John D. Bates, segundo o advogado Karl Thompson.

Khadr, 21 anos, é acusado de matar um soldado americano com uma granada em julho de 2002 durante um fogo cruzado no Afeganistão, quando tinha apenas 15 anos.

kdz/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.