Haia, 28 out (EFE).- A audiência preliminar no processo que ocorre no Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) contra o ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic foi adiada hoje para 20 de janeiro de 2009, devido ao atraso em traduzir para o sérvio a nova acusação da Promotoria.

Karadzic se declarou hoje "não preparado" para a audiência e disse ao juiz que preside a fase preliminar de seu processo, Ian Bonomy, que a versão em sérvio da acusação emendada dos promotores foi obtida por ele ontem, por isso afirmou não ter tido tempo de ler.

"Simplesmente digo que não estou preparado para esta audiência preliminar", reiterou Karadzic, por isso o juiz fixou para janeiro a nova audiência.

Além disso, o suspeito de crimes de guerra reclamou dos poucos meios que tem para preparar sua defesa, e especificou que, por enquanto, possui apenas um conselheiro legal.

A Promotoria apresentou em 22 de setembro as versões em francês e inglês da acusação emendada contra Karadzic, na qual acrescentou uma nova acusação de genocídio, mas manteve o número total de onze causas contra o ex-líder servo-bósnio.

Karadzic é acusado do genocídio de cerca de 8 mil muçulmanos na cidade de Srebrenica, no contexto da Guerra da Bósnia (1992-1995).

EFE mr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.