Acusados do massacre de Pando são detidos na Bolívia

La Paz, 18 fev (EFE).- O Governo boliviano confirmou hoje a detenção de sete opositores na região amazônica de Pando (norte) por sua suposta implicação no massacre de camponeses ocorrido em setembro do ano passado durante uma onda de protestos.

EFE |

O vice-ministro de Regime Interior, Marcos Farfán, informou em entrevista coletiva que as autoridades realizaram na madrugada as detenções, depois de os acusados se negarem por mais de um mês a se apresentar à Justiça, que os tinha convocado para depoimentos.

Os detidos chegaram a meio-dia (local) a La Paz, onde há um julgamento em andamento sobre o massacre que matou entre 13 e 20 camponeses seguidores do Governo de Evo Morales.

Até o momento, foram acusados do massacre 20 pessoas, e até hoje apenas o ex-governador de Pando Leopoldo Fernández foi detido, explicou a advogada Mary Carrasco, representante das famílias camponesas. EFE ja/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG