Três membros de uma célula islâmica radical acusados de conspirar em 2006 para explodir um avião durante um vôo transatlântico com explosivos líquidos foram considerados culpados nesta segunda-feira em Londres.

O tribunal considerou os três homens culpados de conspirar para "matar centenas de pessoas" em um ato terrorrista.

ame/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.