Acusados de complô para derrubar aviões se declaram culpados em Londres

Londres, 21 jul (EFE).- Dois acusados de preparar um complô para derrubar aviões comerciais em vôo em 2006 com explosivos líquidos se declararam nesta segunda-feira culpados de alteração da ordem pública.

EFE |

Arafat Waheed Khan, de 27 anos, e Waheed Zaman, de 24, que comparecem hoje ao tribunal de Woolwich (sul de Londres), admitiram causar alteração da ordem pública ao divulgarem vídeos nos quais ameaçavam realizar ataques suicidas, mas negam as acusações de conspiração para assassinatos.

A decisão de Khan e Zaman foi divulgada uma semana depois de outros cinco acusados - do total de oito processados pelo caso - se declararem culpados da mesma acusação.

Os oito processados negam a acusação de culpa em conspirações para assassinatos.

Segundo a Polícia, o complô consistia em fabricar bombas que alguns dos acusados levariam a bordo de aviões de passageiros do aeroporto londrino de Heathrow rumo ao Canadá e, principalmente, aos Estados Unidos.

Os processados são, em sua maioria, de origem paquistanesa e foram presos em Londres e Birmingham (centro da Inglaterra), em agosto de 2006.

A conspiração causou um grande transtorno nos aeroportos britânicos, que foram obrigados a reforçarem a segurança e proibiram os passageiros de viajarem com líquidos. O incidente também obrigou a suspensão de mais de mil vôos em plena temporada de férias.

O complô consistia em inserir explosivos líquidos na cabine dentro da bagagem de mão. EFE vg/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG