Caso da Mala - Mundo - iG" /

Acusado diz que Venezuela e Argentina tinham acordo sobre Caso da Mala

Miami, 17 set (EFE).- Os Governos de Argentina e Venezuela tinham um acordo político para resolver o Caso da Mala antes que se transformasse em um escândalo maior, revelou hoje Moisés Maiónica, um dos acusados no processo.

EFE |

Moisés Maiónica, acusado de atuar nos Estados Unidos como agente venezuelano para ocultar a origem e destino do dinheiro, relatou em um tribunal de Miami que ambos os países tinham pactuado defender perante as autoridades argentinas o empresário Guido Alejandro Antonini.

"O acordo político se baseava em que uma vez que Antonini designasse um advogado (na Argentina), o assunto seria resolvido", disse Maiónica ao ser submetido a um intenso interrogatório por parte da defesa de Franklin Durán, o único acusado que se declarou inocente.

Antonini levava a valise com o dinheiro que, segundo as provas da Procuradoria Federal dos EUA, era destinado à campanha eleitoral da atual presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, e procedia dos cofres da empresa estatal Petróleos de Venezuela S.A (PDVSA). EFE sob/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG