O homem acusado de planejar os ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos, Khalid Sheikh Mohammed, pediu permissão para se confessar culpado durante audiência em um tribunal militar em Guantánamo.

Mohammed e os outros quatro réus, Ali Abd al-Aziz Ali, Ramzi Binalshibh, Mustafa Ahmad al-Hawsawi e Walid bin Attash, poderão ser condenados à morte se forem considerados culpados de envolvimento nos ataques que mataram 2.973 pessoas.

Os cinco entregaram uma carta ao juiz na base militar americana de Guantánamo no início da audiência. O texto foi lido em voz alta pelo juiz do tribunal militar, coronel Stephen Henley.

"Nós cinco chegamos a um acordo para pedir à comissão uma audiência imediata para anunciar nossas confissões", leu o coronel.


Leia mais sobre 11 de setembro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.