Acordo na Somália define próxima retirada de forças etíopes

As tropas etíopes alocadas desde o final de 2006 na vizinha Somália deverão se retirar do país até o início de 2009, segundo o calendário acordado neste domingo em Djibuti entre o governo somali e a oposição, dominada pelos islamitas moderados.

AFP |

"A partir de 21 de novembro, as tropas etíopes se retirarão de algumas partes da cidade de Beledweyne (centro) e da capital Mogadíscio (...); a segunda fase da retirada das tropas etíopes deverá ser concluída em até 120 dias", estabelece o texto do acordo.

Susannah Price, porta-voz do representante especial da ONU para a Somália, Ahmedu Uld Abdalah, não especificou, contudo, quando começa o período de 120 dias citado no acordo.

O Exército etíope interveio oficialmente na Somália em 2006. Na época, o regime de Adis-Abeba alegou que os islamitas, que controlavam parte do território somali, representavam uma ameaça para a Etiopía.

O acordo assinado neste domingo fixa o dia 5 de novembro como o início de fato de um cessar-fogo acordado no dia 9 de junho, mas que nunca foi respeitado pelas partes beligerantes.

    Leia tudo sobre: somalia etiopia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG