Acordo na Bolívia sofre novo adiamento

O presidente da Bolívia, Evo Morales, e os governadores rebeldes adiaram até a próxima segunda-feira a assinatura de um acordo para superar a crise política que paralisa o país, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais.

Redação com agências internacionais |

"Na segunda-feira, teremos outra reunião para uma nova avaliação do trabalho das duas mesas técnicas. Necessitamos de dois ou três dias a mais para os temas pendentes antes de concluir este trabalho", assinalou o ministro do Desenvolvimento Rural, Carlos Romero.

O ministro, que preside a mesa técnica de compatibilização do projeto da nova Constituição, destacou que as negociações tiveram "avanços substantivos".

Entenda a crise entre oposição e governo

A oposição na Bolívia quer que o presidente Evo Morales volte atrás em sua decisão de cortar os repasses para os departamentos do dinheiro obtido com impostos sobre gás e petróleo. O presidente diz estar usando o dinheiro para custear uma pensão para os idosos do país.

Os departamentos argumentam que são responsáveis pela produção da maior parte das commodities que geram o imposto e, por isso, deveriam ser mais beneficiados por eles, para que possam investir na melhoria da condição de vida de suas populações.

Os protestos também são contra a nova Constituição, cujo texto foi aprovado no fim do ano passado sem o apoio da oposição.

O texto da Carta Magna dá mais poder aos indígenas bolivianos - que representam 60% da população do país, de acordo com o último censo - e confirma a nacionalização dos recursos naturais.

Segundo o analista da BBC James Painter, a Constituição ameaça os negócios e as elites agrárias do departamento de Santa Cruz - onde vive 25% da população boliviana. As propostas para limitar as posses de terra e promover a reforma agrária provocaram fortes reações dos latifundiários locais.

Para que entre em vigor, o texto ainda precisa ser aprovado em um referendo, que foi convocado por Evo Morales para dezembro.

Leia mais sobre Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG