Acordo com EUA é definitivo, diz chanceler colombiano

O governo colombiano não vai à cúpula extraordinária da Unasul, prevista para o final deste mês em Bariloche, para consultar ninguém sobre o acordo militar que firmou com os Estados Unidos, que é algo definitivo, disse nesta quinta-feira o chanceler Jaime Bermúdez.

AFP |

"Não vamos lá (Bariloche) para consultar sobre o acordo de cooperação com os Estados Unidos. Isto é um fato. A negociação está encerrada. Estamos simplesmente fazendo os acertos legais sobre o caso, cumprindo os trâmites de cada país, e vamos adiante com isto", garantiu Bermúdez.

O chanceler destacou que o presidente colombiano, Alvaro Uribe, aceitou o convite de sua colega argentina, Cristina Kirchnner, para assistir à reunião em Bariloche sob a condição de que os líderes regionais discutissem outros temas da conjuntura sul-americana.

"É muito provável que lá saia a discussão sobre o acordo de cooperação com os Estados Unidos, mas a Colômbia pensa que é preciso discutir os temas que preocupam a região, como os relacionados ao terrorismo e ao armamentismo".

O acordo entre os governos de Barack Obama e Alvaro Uribe, que durará 10 anos, permite a presença de tropas americanas em várias bases colombianas.

sab/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG