Acordo com Bagdá não atará mãos do próximo presidente

O acordo em negociação entre Washington e Bagdá para permitir a manutenção das tropas americanas no Iraque além de 31 de dezembro não atará as mãos do próximo governo dos Estados Unidos, declarou nesta terça-feira o embaixador americano no Iraque Ryan Crocker.

AFP |

"O acordo não estabelecerá bases permanentes no Iraque, (...) não definirá o número de tropas, e não atará as mãos do próximo governo", declarou Crocker durante uma audiência muito aguardada ante a comissão das Forças Armadas do Senado dos Estados Unidos.

"Nosso objetivo é fazer com que o próximo presidente assuma suas funções (em janeiro de 2009) com uma base estável sobre a qual possa basear suas decisões, e é isso que este acordo fará", acrescentou Crocker, prometendo que o Congresso será informado a respeito das negociações.

Graças a este acordo, "haverá uma base legal para a presença das tropas americanas, semelhante ao que existe em cerca de 80 países do mundo", explicou Ryan Crocker. Ele acrescentou que os iraquianos vêem a negociação deste acordo "como uma afirmação forte da soberania iraquiana, colocando o Iraque em igualdade com outros aliados dos americanos".

"Um acordo como este é do interesse dos iraquianos e do nosso: as forças americanas permanecerão no Iraque após o dia 31 de dezembro de 2008, quando a resolução da ONU que rege atualmente sua presença terá expirado. Nossas tropas precisarão de autorizações e proteções para manter suas operações, e este acordo vai fornecer estas autorizações e proteções", explicou o embaixador.

Este acordo terá dois aspectos. O primeiro é relativo à presença das tropas americanas, enquanto que o outro será "um acordo estratégico mais amplo" previsto na "declaração de princípios que o primeiro-ministro (iraquiano Nuri al) Maliki e o presidente (George W.) Bush assinaram em novembro". Este acordo "abrangerá, além da segurança, a política, a economia, a cultura, todo o espectro de nossas relações", lembrou.

chr-/dm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG