Acnur procura 100 imigrantes ilegais que tentavam chegar ao Iêmen

Genebra, 10 out (EFE) - O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) está procurando cerca de 100 pessoas que desapareceram nas águas do Golfo de Áden quando tentavam chegar às costas do Iêmen em um barco.

EFE |

Um porta-voz do organismo em Genebra afirmou que os desaparecidos faziam parte de um grupo maior de imigrantes ilegais que tinham saído da Somália na segunda-feira e passaram três dias cruzando o Golfo de Áden.

Cerca de cinco quilômetros do litoral iemenita, todos os passageiros, exceto 12, foram obrigados a pular na água pelos traficantes que os tinham levado, destacou o porta-voz Ron Redmond.

"Os 12 foram colocados em um pequeno bote, mas o resto teve que nadar até a margem", acrescentou.

A odisséia foi contada aos funcionários do Acnur por vários dos 47 sobreviventes, que também disseram que viram as autoridades iemenitas queimarem cinco corpos. EFE vh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG