Acionista oferece opção para reformar conselho de administração do Yahoo!

Washington, 16 jun (EFE) - Eric Jackson, que representa um amplo grupo de acionistas do Yahoo!, propôs uma terceira via para reformar o conselho de administração do grupo, que combine membros atuais com outros propostos pelo milionário Carl Icahn. Jackson sugeriu, concretamente, que o órgão que dirige a empresa mantenha cinco dos diretores existentes e incorpore quatro dos propostos pelo investidor, que defendeu nos últimos meses uma renovação total do conselho. Os pedidos de Icahn, que possui 4% do portal, ganharam força depois do fracasso da tentativa da Microsoft de obter o controle do Yahoo!, no início de maio. O milionário, de 72 anos, conhecido pelas batalhas que travou nas empresas nas quais investe, elaborou uma lista alternativa de dez possíveis conselheiros, entre os quais, além dele, estavam o dono do time de basquete Dallas Mavericks, Mark Cuban, e o ex-executivo de Hollywood Frank Biondi. Esta situação forçou o conselho de administração a adiar sua junta geral de acionistas até o final de julho e a recomendar aos detentores de papéis do portal com direito a voto a reeleger nove dos dez atuais membros da bancada, e não os propostos por Icahn. Assim, Jackson, que lidera um grupo de 146 investidores que aglutinam 3,2 milhões de ações do Yahoo!, disse que, embora apóie Icahn plenamente, reconhece que a maioria dos acionistas não tem a mesma postura. Por isso, propôs uma terceira opção para criar um novo conselho que seja mais próximo ao ...

EFE |

"Devemos aceitar a realidade e escolher o conselho que faça o melhor trabalho possível perante a situação na qual nos encontramos, embora seja uma situação desagradável, como é o caso", acrescentou.

Em sua opinião, "é indiscutível que Incahn tem razão", mas disse que propôs essa 'terceira opção' porque acredita "de verdade que os investidores estão preocupados com a capacidade de operação" do milionário e sua equipe.

Após o fim das negociações entre Yahoo! e Microsoft, Icahn afirmou que vários acionistas pediram que liderasse a luta pela delegação do voto para tomar o controle do conselho de administração do Yahoo! e substituí-lo por conselheiros favoráveis a uma negociação com a Microsoft.

Icahn considerou "injusto" que o conselho atual "não permita aos acionistas escolher se aceitavam uma oferta que representava uma valorização de 72%". EFE elv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG