Acidentes na China matam pelo menos 32

PEQUIM (Reuters) - Uma explosão numa vila chinesa e a queda de um elevador de obra mataram neste sábado pelo menos 32 pessoas na China, segundo a agência de notícias oficial Xinhua. A explosão na vila de Donggancheng, na província de Henan, aconteceu logo depois da 1h (horário local), quando detonadores armazenados ilegalmente por um morador dispararam, segundo autoridades citadas pela Xinhua.

Reuters |

A explosão atingiu mais de dez casas, matando pelo menos 15 pessoas e ferindo nove. A polícia prendeu o dono da casa onde ocorreu o estouro.

Em outro incidente, um elevador carregando trabalhadores de uma construção em Changsha, na província de Hunan, despencou às 7h30, matando pelo menos 17 pessoas, de acordo com a agência Xinhua.

AE
Equipes de resgate trabalham no local do acidente com um elevador


A agência citou um funcionário que disse que o elevador desenhado para transportar 12 pessoas levava 18.

A polícia prendeu o gerente da obra, o projetista da construção e o operador do elevador.

Vários acidentes fatais têm ocorrido na indústria de construção civil chinesa nos últimos meses.

Autoridades têm prometido melhorar a segurança no trabalho, mas acidentes na indústria e nas minas continuam a matar milhares de chineses por ano.

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG