Acidente em testes com submarino nuclear deixa mais de 20 mortos na Rússia

(atualiza com novos dados do acidente) Moscou, 9 nov (EFE) - Mais de 20 pessoas morreram em um acidente registrado a bordo de um submarino nuclear da Frota Russa do Pacífico durante testes marítimos, informou o porta-voz da Marinha russa, capitão de navio Igor Dygalo.

EFE |

O submarino recebeu a ordem de suspender os testes e de voltar à base, segundo a agência oficial russa "RIA Novosti".

"Declaro sob minha responsabilidade que os reatores do submarino funcionam com normalidade e que os níveis de radiação correspondem à norma", ressaltou Dygalo.

Por enquanto, 21 feridos foram tirados da embarcação anti-submarino "Admiral Tributs", que acompanha o submarino nuclear à base junto ao navio de resgate "Sayany", acrescentou.

Dygalo disse que no momento do acidente havia 208 pessoas a bordo, dos quais 81 são militares, e que entre os mortos há trabalhadores de estaleiros e soldados.

Representantes da frota não deram detalhes das características do submarino nem revelaram seu nome nem o local onde aconteceu o acidente, causado, aparentemente, por utilizar sem autorização prévia o sistema anti-chamas.

Segundo uma fonte da frota, o acidente foi registrado na proa do submarino.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, que foi informado imediatamente sobre o caso, ordenou ao ministro da Defesa, Anatoli Serdiukov, manter-lo a par da situação e lhe encomendou uma investigação exaustiva do acidente, informou o serviço de imprensa do Kremlin.

O acidente mais grave de um submarino russo aconteceu no dia 12 de agosto de 2000 no mar de Barents, quando 118 marinheiros morreram quando o submarino nuclear "Kursk" afundou, após uma explosão na câmara de torpedos.

Três anos mais tarde, no dia 30 de agosto de 2003, o submarino atômico "K-159" afundou durante uma tempestade, também no mar de Barents, a uma profundidade de 170 metros e com 10 pessoas a bordo, das quais uma foi resgatada com vida.

egw/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG