WASHINGTON (Reuters) - Sete pessoas morreram após a colisão de dois trens do metrô de Washington durante o horário de pico na tarde de segunda-feira, no pior acidente do tipo na história da cidade, disse nesta terça-feira o prefeito da capital dos EUA, Adrian Fenty. Um oficial do Corpo de Bombeiros disse mais cedo à Reuters que nove pessoas teriam morrido no acidente, que aconteceu quando um trem bateu em outro que estava parado em uma plataforma.

Cerca de 75 passageiros ficaram feridos no acidente, disse Fenty. Dois pacientes estão em estado grave, mas um deles melhorou durante a noite, acrescentou o prefeito em uma entrevista coletiva pela manhã próximo ao local do acidente.

A batida ocorreu por volta das 17 horas (18h no horário de Brasília) da segunda-feira. Pelo menos um vagão de um dos trens subiu na outra composição no acidente, que ocorreu em trilhos acima da terra.

Esse foi o primeiro acidente envolvendo morte de passageiros desde 1982, quando três pessoas morreram em um descarrilamento. O sistema de metrô de Washington começou a operar em 1976.

"O que aconteceu foi que um trem parou esperando obter a ordem para passar. O próximo trem veio por trás e, por razões que nós não sabemos, colidiu com a traseira daquele trem parado", disse John Catoe, gerente geral a Autoridade de Trânsito da Área Metropolitana de Washington.

"Nós estamos comprometidos a investigar esse acidente até determinarmos por que isso aconteceu e o que deve ser feito para assegurar que isso nunca acontecerá novamente", disse Catoe em um comunicado.

A autoridade de trânsito confirmou que um dos mortos era uma operadora do trem.

O acidente ocorreu entre as estações Fort Totten e Takoma no nordeste de Washington perto da divisa com Maryland. O sistema metroviário de Washington é amplamente usado para o transporte na capital norte-americana. Os serviços de ônibus e metrô servem uma população de 3,5 milhões de pessoas.

(Reportagem de Andy Sullivan)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.