Acidente em aeroporto tailandês deixa 1 morto e 7 feridos gravemente

(Atualiza número de feridos e acrescenta mais detalhes) Bangcoc, 4 ago (EFE).- Uma pessoa morreu e outras sete ficaram gravemente feridas quando um avião bateu hoje contra uma torre de controle em desuso do aeroporto da ilha de Koh Samui, na Tailândia, informaram fontes oficiais.

EFE |

A vítima fatal é o piloto, e os feridos são um membro da tribulação e seis dos 68 passageiros, informou, em entrevista coletiva, o diretor da companhia aérea Bangkok Airways, Puttipong Prasarttong-Osoth.

Antes, a imprensa local tinha informado sobre dez vítimas fatais no acidente, ocorrido às 14h30 local (4h30 de Brasília) quando o aparelho derrapou por causa da forte chuva e saiu da pista.

Os feridos foram retirados do local da colisão e levados até o centro médico de Koh Samui, que deu alta a 34 das vítimas que apresentavam machucados e estavam em estado de choque, enquanto outras sete permanecem hospitalizadas em estado grave e lesões nas pernas.

O copiloto foi o último resgatado, pois tinha ficado preso na cabine junto com o corpo do colega.

Viajavam a bordo do voo PG26 68 passageiros e quatro tripulantes, segundo a diretora do Departamento de Aviação Civil da Tailândia, Kannika Dechatiwongse.

A Polícia indicou que o piloto, Chartchai Pansuwan, perdeu o controle do aparelho e este bateu contra a antiga e inutilizada torre de controle do aeroporto, que agora é usada para estacionar caminhões de bombeiros.

Está sendo investigado se a causa do acidente foi um erro humano ou foi devido ao mau tempo.

O avião, cuja frente ficou destruída pelo impacto, era um modelo bimotor de turbinas ATR 72-500, modelo fabricado na França que antes já teve acidentes com mortos no Camboja e nos Estados Unidos.

Por causa do acidente, a principal companhia aérea estatal, a Thai Airways, decidiu suspender todos seus voos à ilha, cuja pista está fora de serviço até novo aviso.

O avião aterrissou em Koh Samui procedente de Krabi, rota aérea que liga as duas cidades utilizada, na grande maioria das vezes, por estrangeiros, e no voo PG26 viajavam cidadãos da Alemanha, Espanha, França, Itália, Reino Unido e Suíça.

A ilha, um dos principais destinos turísticos da Tailândia, registrou outra tragédia aérea em 1990, quando 37 pessoas, quase todas estrangeiras, morreram quando outro aparelho também da Bangkok Airways caiu em uma floresta. EFE tai/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG