Acidente do Airbus em Comores: criança de cinco anos é encontrada viva no mar

Uma criança, passageira do Airbus A310 da Yemenia que caiu na noite de segunda-feira perto das Ilhas Comores, no Oceano Índico, com 153 pessoas a bordo, foi encontrada viva pelas equipes de socorro, confirmaram fontes hospitalares locais.

AFP |

"Uma criança foi encontrada viva, e está atualmente em um barco dos socorristas", declarou por telefone à AFP o médico Ben Imani, cirurgião no hospital El-Maarouf, o maior da capital comorense Moroni.

A informação foi confirmada à AFP por Arfashad Salim, coordenador das operações de resgate do Crescente Vermelho comorense, entrevistado por telefone desde uma praia do norte da ilha de Grande Comores, a maior do arquipélago.

"O barco está à vista, com a criança a bordo. Temos todos os equipamentos médicos necessários para cuidar dela o mais rápido possível, assim que desembarcar", acrescentou.

"Trata-se de uma criança de mais ou menos cinco anos, que estava boiando no mar quando foi encontrada. Ela ainda está no barco dos socorristas", declarou o médico Ada Mansur, diretor do serviço cirúrgico do hospital El Maarouf, que também está na praia de Galawa.

As fontes não souberam dizer a nacionalidade da criança, ou especificaram se é menino ou menina.

Mais cedo, um alto funcionário da companhia aérea iemenita em Sanaa anunciou à AFP que um sobrevivente foi encontrado, mas ainda não se sabe se ele se referiu à criança ou a outra pessoa.

Segundo este responsável, Mohammad al-Sumairi, "três corpos foram recuperados" durante as operações de resgate, complicadas pelas más condições meteorológicas.

Arfashad Salim também destacou que "pescadores encontraram destroços e objetos pessoais, como bolsas e bagagens, que só podem pertencer aos passageiros".

O Airbus A310-300 da Yemenia caiu na noite de segunda-feira no Oceano Índico, perto do arquipélago dos Comores, com 153 pessoas a bordo, em maioria franceses e comorianos. O acidente aconteceu menos de um mês após a queda do A330 da Air France entre Rio de Janeiro e Paris.

amj/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG