Trens colidem em estação e impacto destrói vagões cheios de passageiros no Estado indiano de Bengala Ocidental

nullPelo menos 61 pessoas morreram e mais de 150 ficaram feridas em uma colisão de dois trens na estação de Sainthia, no Estado indiano de Bengala Ocidental, nesta segunda-feira.

O acidente ocorreu por volta das 2h15 (horário local) desta segunda-feira, a cerca de 191 quilômetros de Calcutá, quando o expresso Uttarbanga se chocou em alta velocidade contra outro trem que estava parado na estação. O impacto destruiu os três vagões traseiros do trem que estava parado, dois deles com passageiros e o outro com carga de bagagens. 

Entre os mortos no acidente estão o maquinista e o auxiliar da locomotiva em movimento e um funcionário do trem que estava parado. Os passageiros feridos foram levados a hospitais das cidades de Sainthia e Birbhum, segundo fontes policiais.

Antes de partir ao local do acidente, a ministra de Ferrovias indiana, Mamata Banerjee, explicou que estão sendo investigadas as causas da colisão, pois existem "algumas dúvidas", que preferiu não comentar. A ministra Banerjee declarou "sentir muito" que tenha havido dois acidentes ferroviários em menos de dois meses no estado de Bengala Ocidental.

Em maio passado, outro trem que fazia o trajeto entre Calcutá e Mumbai descarrilou, alguns vagões tombaram e foram destruídos por um trem que vinha na direção contrária. Naquele acidente, atribuído pelas autoridades a uma sabotagem da guerrilha maoísta, 148 pessoas morreram.

Após assumir o cargo ministerial no ano passado, Banerjee anunciou planos de modernização das Ferrovias Indianas, que têm uma antiquada rede de 100 mil quilômetros de extensão e empregam 1,65 milhão de pessoas. A cada dia, 11 mil trens - 4 mil deles de mercadorias - circulam na Índia e transportam 18 milhões de passageiros.

* Com AP e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.