Pelo menos sete pessoas morreram e 67 ficaram feridas, 13 delas gravemente, no acidente sofrido hoje por um trem rápido Eurocity em Studenka, no nordeste da República Tcheca.

Os dados oficiais foram divulgados pelo Ministério do Interior tcheco, o qual dobra o número de 31 feridos divulgado anteriormente.

O trem, um Eurocity Comenius no qual viajavam 123 pessoas, fazia o trajeto entre a cidade polonesa da Cracóvia e Praga.

Quando circulava por Studenka - 350 quilômetros ao noroeste de Praga - em torno das 10h30 (5h30 em Brasília), colidiu com a estrutura de construção de uma ponte.

A porta-voz dos serviços de Polícia da província de Novy Jicin, Miroslava Michalkova-Salkova, disse que do total de vítimas fatais, seis morreram na hora da colisão -cinco mulheres tchecas e um homem polonês-, enquanto a sétima faleceu a caminho do hospital, e se desconhece ainda sua nacionalidade.

Além disso, "dos feridos graves, há dois franceses, cinco poloneses, e um de fala inglesa", assinalou a porta-voz.

Tanto a locomotiva quanto quatro vagões ficaram destruídos na colisão.

Os danos materiais chegam a 5,6 milhões de euros, segundo a empresa de Ferrovias Tchecos.

O primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, interrompeu as férias para visitar o local do acidente, ao qual também acudiu o vice-presidente do Executivo, Jiri Cunek.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.