Acidente de trem na Polônia é um dos mais graves da Europa

Com a confirmação de 16 mortes e dezenas de feridos, colisão é uma das piores da última década. Presidente estuda luto

EFE |

A colisão frontal entre dois trens ocorrida na noite deste sábado no sul da Polônia é um dos acidentes mais graves da Europa na última década. Já estão confirmadas 16 mortes e há dezenas de feridos. Os dois trens tinham dez carros e transportavam cerca de 350 passageiros no momento do acidente. Um dos trens seguia de Varsóvia para Cracóvia e o outro fazia a rota Przemysl-Varsóvia.

EFE
Composição transitava pelo trilho errado e se chocou com outra, na Polônia

O presidente Bronislaw Komorowski disse que deve anunciar um período de luto nacional. Neste domingo, autoridades informaram que eles não poderiam buscar mais corpos do acidente de sábado enquanto o pesado maquinário não começasse a ser retirado. "Depois que a operação de resgate terminar, eu tomarei a decisão sobre um luto nacional porque (o acidente) ocorreu na fronteira de três províncias e as vítimas são de toda a Polônia", afirmou Komorowski, que visitou o local neste domingo.

Um dos trens estava no trilho errado e as razões ainda estão em estudo. Mais de 350 bombeiros e outros profissionais de resgate trabalharam durante a noite para buscar vítimas entre as ferragens.

O primeiro-ministro do país, Donald Tusk, disse que ainda é muito cedo para especular sobre a causa do acidente, mas que falha humana não poderia ser descartada. O ministro dos Transportes, Slawomir Nowak, afirmou que um dos trens estava no lado errado da linha.

O mais grave acidente com trens da história recente do continente aconteceu no dia 23 de janeiro de 2006 e deixou 46 mortos e 135 feridos, entre eles 75 crianças, em Montenegro, por causa de um descarrilamento. Antes deste fim de semana, o último episódio registrado com vítimas fatais ocorreu em 1º de novembro de 2011 perto de Novie Aneni (Moldávia) com oito pessoas mortas e 20 feridas. Neste caso o trem colidou com um microônibus.

Relação dos acidentes mais graves ocorridos na Europa com mais de dez vítimas fatais na última década:

- 6 novembro 2002 - Doze mortos por asfixia e nove feridos no incêndio de um vagão do trem Paris-Viena na altura de Nancy (nordeste da França).
- 22 julho 2004 - Trinta e oito mortos e 67 feridos por conta de um descarrilamento em um túnel em Pamukova (noroeste da Turquia). O trem de alta velocidade que cobre a rota Istambul-Ancara havia sido inaugurado em 14 de junho do mesmo ano
- 7 janeiro 2005 - Dezessete mortos em um choque de trens perto de Bolonha (Itália). O comboio de passageiros passou por um semáforo em vermelho e houve a colisão em uma via única com uma composição de carga
- 23 janeiro 2006 - Quarenta e seis mortos e 135 feridos, entre eles 75 crianças, no descarrilamento de um trem perto de Podgórica (Montenegro)
- 22 setembro 2006 - O acidente do trem rápido Transrapid (de levitação magnética) deixa 25 mortos e dez feridos graves quando circulava a 200 quilômetros por hora em Emsland (Alemanha) e se chocou contra um vagão que limpava o trilho magnético
- 21 fevereiro 2009 - Uma colisão entre um trem e um ônibus na Eslováquia central causa 13 mortos e deixa outras 20 pessoas feridas
- 29 junho 2009 - Pelo menos 17 mortos e 50 feridos em uma explosão nos vagões de um trem carregado de gás em Viareggio, Toscana (Itália)
- 28 novembro 2009 - Pelo menos 30 mortos e 96 feridos ao descarrilar um trem que cobria a rota entre Moscou e São Petersburgo, por causa de um atentado terrorista, segundo as investigações
- 15 fevereiro 2010 - Dezoito mortos e 171 feridos na colisão de dois trens em Halle, ao sudoeste de Bruxelas. Um dos trens ignorou um semáforo em vermelho e colidiu com outro parado entre Halle e Buizingen
- 12 outubro 2010 - Pelo menos 43 pessoas morreram e nove ficaram feridas gravemente no pior acidente de trânsito da história da Ucrânia, a colisão de uma locomotiva com um ônibus de passageiros perto de Márganets, em Dneproprtovsk, em uma passagem em nível sem vigilância
- 30 janeiro 2011
- Morrem pelo menos dez pessoas e 43 ficam feridas, delas 18 em estado grave, no choque de um trem de passageiros com outro de mercadorias perto da cidade de Oschersleben, no estado da Saxônia-Anhalt (Alemanha)

    Leia tudo sobre: poloniatremcolisãoKomorowski

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG