Pelo menos seis pessoas morreram e dezenas ficaram feridas num acidente ferroviário ocorrido na República Checa. Um trem expresso que viajava a 120 quilômetros por hora bateu em uma ponte que tinha desabado sobre os trilhos por volta das 10h30 (horário local, 4h30 de Brasília).

"Um trem internacional de Cracóvia para Praga bateu em uma ponte que tinha desabado nos trilhos na área da cidade de Studenka", afirmou o porta-voz da Companhia Ferroviária Checa Radek Joklik à imprensa local.

Equipes dos bombeiros estão retirando os passageiros ainda presos nas ferragens do trem.

Mais mortes
Segundo o repórter da BBC em Praga Rob Cameron, a Companhia Ferroviária Checa e investigadores da polícia ainda estão tentando compreender as causas do acidente.

A polícia afirma que o número de mortos deve aumentar e o número de feridos deve chegar aos cem.

Hospitais locais informaram que estão sobrecarregados com o atendimento aos feridos.

Informações iniciais relatavam que uma ponte teria que estava em obras perto da cidade de Studenka desabou no caminho onde o trem deveria passar.

O condutor do trem conseguiu acionar o freio de emergência, mas o trem expresso se chocou contra os destroços da ponte.

A televisão da República Checa informou que cerca de 400 pessoas estavam no trem no momento do acidente, incluindo muitos jovens que viajavam para um festival de música em Pardubice.

O primeiro-ministro checo Mirek Topolanek e o premiê polonês Donald Tusk estariam a caminho do local do acidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.