Pelo menos 55 egípcios, a maioria estudantes, morreram e 10 ficaram feridos neste domingo, depois que o ônibus no qual viajavam caiu em um canal 200 km ao sul do Cairo.

O ônibus, que passava pela cidade de Bahrut, saiu da estrada e caiu em um canal quando o motorista tentou evitar um choque com uma caminhonete que circulava no sentido contrário.

De acordo com um cobrador, o ônibus, com capacidade máxima de 50 passageiros, tinha pelo menos 70 pessoas a bordo.

O ônibus percorria o trajeto entre Minya (Alto Egito) e Cairo.

O canal de Ibrahimiya, que margeia o vale do Nilo, prossegue ao longo das estradas entre a capital e o sul do Egito.

Este foi o acidente de trânsisto mais grave no Egito desde 1987, quando 63 pessoas morreram em uma colisão entre um ônibus e um trem.

As rodovias egípcias estão entre as mais caóticas e perigosas do mundo. Entre 6.000 e 30.000 pessoas morrem a cada ano em acidentes de trânsito no Egito, segundo o ministério dos Transportes.

str-iba/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.