KINSHASA (Reuters) - Pelo menos nove pessoas morreram e muitas podem ter morrido no naufrágio de uma embarcação superlotada em um trecho remoto do rio Congo, disseram autoridades locais na terça-feira. Nove corpos já foram sepultados e cerca de 40 pessoas foram resgatadas, disse Albert Beya, diretor da autoridade fluvial local.

O acidente ocorreu cerca de 90 quilômetros ao sul da cidade de Tshikapa, perto da fronteira do sul da República Democrática do Congo com Angola. No começo do mês, um acidente similar deixou 14 mortos em outra região congolesa.

Beya disse que o acidente aconteceu na manhã de segunda-feira e que ainda há muitos desaparecidos, embora ele não soubesse citar números, já que nenhum tripulante foi encontrado até agora.

A superlotação e o tempo ruim estão entre as possíveis causas do naufrágio, segundo ele.

Acidentes são comuns no Congo, onde a falta de estradas e de infraestrutura faz com que as pessoas tenham poucas opções além de se submeterem a viagens em barcos com problemas de manutenção e excesso de passageiros.

(Reportagem de Joe Bavier)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.