CARACAS (Reuters) - O acidente com um helicóptero das Forças Armadas da Venezuela deixou 18 mortos durante uma patrulha na fronteira, disse no domingo o presidente Hugo Chávez. Segundo o presidente, entre os mortos estão vários oficiais militares e um civil.

"Acabo de receber uma notícia muito ruim, um acidente de um helicóptero de nossas Forças Armada e o falecimento de seus tripulantes", comentou Chávez durante seu programa semanal de rádio e tevê.

O líder de esquerda aproveitou para falar mais uma vez sobre um relatório divulgado na semana passada pelos Estados Unidos, que aponta a Venezuela como um país que não toma ações suficientes na luta contra o terrorismo e afirma que não faz a vigilância de suas fronteiras.

"18 venezuelanos morreram, agora, hoje domingo, patrulhando a fronteira, cuidando dos venezuelanos e os Estados Unidos nos acusam de que não patrulhamos", acrescentou Chávez ao classificar de "trágica" a notícia.

A Venezuela divide uma extensa e porosa fronteira com a Colômbia usada por grupos guerrilheiros e traficantes de drogas.

(Por Fabián Andrés Cambero)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.