Pelo menos 45 pessoas morreram nesta quarta-feira no acidente com o avião que saiu da pista ao realizar um pouso de emergência no aeroporto de Madri-Barajas nesta quarta-feira, segundo um balanço provisório da delegação do governo espanhol na província, mas alguns meios de informação mencionam cerca de 150 mortos.

Devido às versões contraditórias, não foi possível ainda estabelecer um saldo de mortos mais preciso. Anteriormente o jornal El País falava de pelo menos 25 pessoas e a CNN citava 47 pessoas e mais de 40 feridos.

O porta-voz da companhia gestora do aeroporto, Aena, não pôde precisar as cifras surgidas na imprensa, mas informou que acompanhia aérea Spanair, dona do avião, já se colocou à disposição às famílias dos passageiros e tripulantes para maiores esclarecimentos.

O avião, um aparelho do tipo MD-90 com capacidade para 166 passageiros, saiu da pista junto ao terminal 4 de Barajas aparentemente em chamas, informaram os bombeiros do aeroporto.

O avião havia decolado e, pouco tempo depois, devido a uma avaria, fez um pouso forçado que provocou uma grande coluna de fumaça, indicou o porta-voz do serviço de emergências do aeroporto.

O vôo 5022 se dirigia para Las Palmas, na Grande Canária (ilhas Canárias).

bur-esb/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.