Ação terrorista no Iêmen pode ter relação com a Al Qaeda

Oleoduto localizado no leste do país é atacado e causa grande vazamento de petróleo

EFE |

SANA - Membros de grupos tribais do Iêmen possivelmente vinculados com a rede terrorista internacional Al Qaeda explodiram nesta sexta-feira um importante oleoduto do leste do país, informaram testemunhas. A tubulação atacada é a única que leva petróleo desde a região nordeste de Marib até a costa do Mar Vermelho.

Os testemunhos recolhidos pela imprensa local destacam que parte do oleoduto seguia em chamas neste sábado na localidade de Al Chabuan, e afirmaram que uma grande quantidade de petróleo segue vazando.

De acordo com as fontes, o atentado foi realizado durante um bombardeio do Exército contra aldeias da região de Al Chabuan e do vale de Ubaida, onde as autoridades acreditam que se escondem membros da Al Qaeda. O grupo terrorista fixou no Iêmen sua base de operações para a península arábica, e seus redutos são atacados periodicamente pelo Exército iemenita.

A província de Marib, rica em petróleo, é uma das principais regiões de operações da Al Qaeda no Iêmen, e no local há grupos tribais vinculados com a organização terrorista.

No último dia 5 de junho, em Marib, um oficial do Exército e dois de seus seguranças morreram em ataque realizado por membros de uma tribo supostamente ligada à Al Qaeda. Desde então aconteceram operações de represália do Exército.

* EFE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG