O vice-ministro da Defesa de Israel, Matan Vilnai, afirmou, neste sábado, que uma extensa operação militar na Faixa de Gaza é eminente. Não há dúvida de que Israel se aproxima de uma ampla operação militar na Faixa de Gaza, que será diferente das anteriores, disse o ministro em um discurso.

A declaração foi feita depois que morteiros lançados da Faixa de Gaza atingiram uma base militar israelense.

O grupo islâmico Hamas, que controla a Faixa, assumiu a autoria do ataque à base militar de Nahal Oz, na noite da sexta feira, que deixou oito soldados israelenses feridos, dois deles em estado grave.

O ataque é considerado o mais grave em território israelense desde o fim da trégua entre o Hamas e Israel, no dia 4 de novembro, quando uma incursão do Exército israelense na Faixa de Gaza deixou seis palestinos mortos.

A incursão iniciou uma nova escalada da violência, com uma série de ataques e represálias nos quais grupos palestinos lançaram foguetes e morteiros contra o sul de Israel e as forças armadas israelenses bombardearam a Faixa de Gaza.

Israel também decretou o bloqueio total ao territorio palestino, impedindo a entrada de mercadorias e combustiveis, gerando uma escassez de produtos básicos e cortes frequêntes de energia na Faixa de Gaza.

A nova escalada de violência entre Israel e o Hamas ocorre cerca de dois meses antes das eleições gerais em Israel, previstas para o dia 10 de fevereiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.