Acaba a cirurgia do Rei da Espanha, após 2h30 de duração

Barcelona, 8 mai (EFE).- A intervenção cirúrgica à qual foi submetido hoje o rei Juan Carlos I concluiu após duas horas e meia de operação no Hospital Clínico de Barcelona, informaram fontes da Casa Real.

EFE |

Barcelona, 8 mai (EFE).- A intervenção cirúrgica à qual foi submetido hoje o rei Juan Carlos I concluiu após duas horas e meia de operação no Hospital Clínico de Barcelona, informaram fontes da Casa Real. O rei da Espanha chegou ao hospital às 7h30 no horário local (2h30min em Brasília) e entrou na sala de cirurgia às 9h20 na hora local (4h20 em Brasília) para retirar um nódulo no pulmão direito. A Casa do Rei informou que a rainha Sofia chegou ao meio-dia ao hospital e que a infanta Cristina viajará a Barcelona na segunda-feira. A equipe médica que coordenou no final de abril a última avaliação médica anual do rei Juan Carlos "considerou necessário analisar possíveis mudanças morfológicos de uma calcificação no pulmão direito, já encontrada em análises anteriores", segundo informou a Casa Real. Por isso, no último dia 28 de abril "foi realizado um estudo que revelou a existência de um nódulo de 19 por 12 milímetros, situado no lóbulo superior do pulmão direito". Após a localização, "constatou-se a necessidade de realizar a retirada para análise do nódulo", precisaram as mesmas fontes. A Casa do Rei e o Governo espanhol indicaram que o tempo em que o Rei vai permanecer sedado por causa da intervenção cirúrgica não impedirá o exercício normal de suas funções, indicou à Agência Efe um porta-voz do Palácio da Zarzuela, a residência real. Essa circunstância torna desnecessária qualquer medida prevista pela Constituição para uma eventual inabilitação do Chefe do Estado. A Casa do Rei manteve informados sobre a intervenção cirúrgica à qual foi submetido o rei Juan Carlos I o Chefe do Governo, o Presidente do Congresso, o líder da oposição, e o governador da Catalunha, já que a operação ocorreu em Barcelona. O tipo de intervenção à qual foi submetido o Rei permitiu também que o herdeiro da Coroa, o príncipe Felipe, mantivesse a agenda prevista e fosse à posse da nova presidente da Costa Rica, Laura Chinchila. A Casa do Rei anulou por enquanto duas atividades do monarca nesta semana: a entrega de cartas credenciais de novos embaixadores que iria ocorrer na quinta-feira, e a visita a uma unidade de Infantaria da Marinha em Cartagena prevista para quarta-feira. EFE od/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG