Abraço de Elizabeth II e Michelle Obama causa perplexidade no R.Unido

Washington, 2 abr (EFE).- Todo o mundo esperava que Michelle Obama causasse sensação em sua primeira viagem à Europa, mas a verdadeira surpresa foi a inusitada mostra de afeto demonstrada pela rainha Elizabeth II, que deixou até mesmo os americanos perplexos.

EFE |

A rápida imagem na qual aparecem a rainha e a primeira-dama americana abraçadas foi emitida várias vezes nas televisões dos Estados Unidos, em uma tentativa de descobrir quem iniciou o gesto.

Embora pareça ter sido a rainha quem estendeu primeiro seu braço, alguns veículos de comunicação, como o "Los Angeles Times", diz que foi a primeira-dama americana quem quebrou o primeiro mandamento do protocolo britânico: Não tocar na monarca.

Há quem compare o ocorrido na quarta-feira com o ousado piscar de olhos dado pelo presidente George W. Bush a Elizabeth II quando ela visitou os EUA há alguns anos, mas, na ocasião, o gesto não foi correspondido.

Algo diferente ocorreu na quarta-feira entre a rainha e a primeira-dama.

Segundo as imagens retransmitidas várias vezes, a rainha foi a primeira a abraçar Michelle Obama pela cintura, e ela, como boa americana, retribuiu com o mesmo gesto.

Os jornais britânicos se apressaram a afirmar que nunca tinham visto a monarca tão carinhosa em 57 anos.

Um porta-voz do Palácio de Buckingham tentou colocar panos quentes na polêmica. "É óbvio que houve uma mostra de afeto mútuo.

Mas não há ofensa, A recepção era uma reunião informal. Não se quebrou o protocolo". EFE pgp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG