O presidente da Abkházia, Serguei Bagapch, rejeitou nesta sexta-feira um plano apresentado pela Alemanha para resolver a crise nesta república separatista pró-russa da Geórgia, depois de se reunir com o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier.

O plano alemão prevê, num primeiro momento, o cessar dos atos de violência entre as autoridades centrais georgianas e os separatistas, assim como o retorno a seus lares de 250.000 georgianos que fugiram da Abkházia depois de uma sangrenta guerra de independência no início dos anos 90.

dc-vl/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.