A região separatista da Abkházia, que teve a independência da Geórgia reconhecida por Moscou, não tem a intenção de unir-se à Federação Russa, declarou hoje seu presidente Sergei Bagapch, em entrevista ao canal de televisão France 24.

"Não se trata de nos unirmos à Rússia, não temos a intenção de nos unirmos a ninguém", declarou Bagapch.

"Adotamos os passaportes russos (concedidos nos últimos anos por Moscou à maioria de habitantes da Abkházia e do outro território separatista georgiano da Ossétia do Sul) porque depois da guerra civil (do começo dos anos 90) a vida era muito dura, muito difícil, e só a Rússia veio em nossa ajuda", acrescentou.

"Sim, (a Rússia) é um país amigo, estamos muito agradecidos, mas temos nosso próprio caminho", disse.

A Abkházia pediu em 2002 um estatuto de "membro associado" à Federação Russa.

Leia mais sobre conflito no Cáucaso

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.